Área Médica

Exercício e Aconselhamento Psicológico


Exercício aeróbico combinado com terapia comportamental cognitiva pode melhorar função física, reduzir sintomas depressivos e melhorar a qualidade de vida em pacientes depressivos com insuficiência cardíaca, relataram pesquisadores na American Heart Associations 9th Scientific Forum on Quality of Care and Outcomes Research in Cardiovascular Disease and Stroke.

No novo estudo, os pesquisadores dividiram 74 pacientes com insuficiência cardíaca e depressão em quatro grupos: um grupo participou um programa baseado em exercícios em casa e aconselhamento psicológico durante 12 semanas, o segundo recebeu apenas aconselhamento psicológico, o terceiro fez somente exercício, e o quarto recebeu os cuidados usuais.

"Com a combinação de exercícios e aconselhamento psicológico, os pacientes depressivos têm melhores resultados comparados com os outros grupos," disse Rebecca Gary, Ph.D., autora principal do estudo e professora assistente na School of Nursing at Emory University em Atlanta, Ga".

Os participantes no estudo piloto controlado aleatório tinham idade média de 66 anos. A maioria dos pacientes era caucasiana e 57% eram mulheres. Todos os pacientes foram diagnosticados com depressão clínica, determinada por testes psiquiátricos, usando critérios DSM-IV e a escala de avaliação de depressão Hamilton. Os participantes eram pacientes com insuficiência cardíaca de classe II ou classe III da New York Heart Association. Pacientes da classe II têm uma limitação leve para atividade física. Os pacientes da classe III têm uma limitação acentuada para atividade física.

Os quatro grupos foram avaliados no início do estudo, depois do programa de intervenção de 12 semanas, 3 e 6 meses depois. O componente de exercício foi um programa progressivo de 12 semanas, com exercícios de intensidade de baixa a moderada, envolvendo caminhadas ao ar livre.

Os pacientes foram encorajados a andar três vezes na semana por pelo menos 30 minutos. Todos os pacientes, apesar de alguns estarem bem debilitados, atingiram esses objetivos.

"A terapia comportamental cognitiva foi direcionada para mudar a atitude dos pacientes em relação à sua doença", disse Gary. " Queríamos que eles mudassem seus pensamentos e crenças negativas e reestruturassem a visão sobre suas doenças e limitações. Sessões de terapia cognitiva foram conduzidas individualmente em suas casas, uma vez por semana, por doze semanas por enfermeiras especialistas em psiquiatria e estudantes de Ph.D. treinados em técnicas de aconselhamento.

O grupo combinado diminuiu os sintomas de depressão em 10 pontos em relação ao grupo de cuidado usual.

Uma diminuição nas pontuações de 50% ou mais ou uma pontuação de HAM-D menor que 8 indica remissão dos sintomas da depressão. Embora os sintomas de depressão também tenham se reduzido no grupo de aconselhamento apenas, eles tinham uma percepção de qualidade de vida pior do que o grupo que combinou aconselhamento e exercício.

Faça o download do arquivo clicando Aqui

VEJA TODOS OS ARTIGOS.